Mergulhar nas profundezas do inconsciente, sendo então uma jornada mais escura e vivenciada solitariamente em um nível psicológico, A Lua aprimora a energia dessa última lua nova, que foi propícia para nos conhecermos, saber quem somos e nosso lugar no mundo, para abordar esse autodescobrimento de uma forma mais densa.

Ligada a quem realmente somos, pois ela atua nas camadas mais profundas do nosso psicológico, sempre contém alguns fatores emocionais a serem trabalhados, questões que vem a tona na escuridão da noite. Quando em seu estado mais negativo, ela está relacionada à loucura, alterações de estado mental, e o melhor jeito de lidar com essas questões, é seguindo o instinto aliado a intuição.

A Lua é naturalmente uma refletora de luz, é escura em sua essência, mas reluz a iluminação solar de forma bela, sútil, e única. Representa o pólo feminino energético, pois é receptora, carrega em si diversos mistérios, é a Deusa Feiticeira Lua, e como tal, lida com energias mais sombrias também, não é uma entidade só de aspectos positivos. É ligada ao sagrado feminino, a menstruação, também é associada as marés e água, por isso envolve a emoção em sua simbologia e questões abordadas.

 

TEXTO POR: MATHEUS CAPANEMA
ILUSTRAÇÕES: VICTOR LOUREIRO